domingo, 25 de novembro de 2012

The Walking Dead - 03X06 "Hounded"

The Walking Dead : 03X06 -Hounded



Não há dúvidas que a 3ª temporada de The Walking Dead tem sido qualquer coisa de fantástica. No entanto, "Hounded" consegue ser o primeiro episódio que, embora bom, não apresenta elementos tão fortes como os episódios anteriores. Não me interpretem mal: o 6º episódio da série foi perfeito em termos de build-up. Por um lado, tivemos Rick a lidar com a perda de Lori, por outro, tivemos Michonne, Merle, Glenn e Maggie a provocar momentos de tensão... Contudo o episódio serviu essencialmente para nos preparar para o inevitável choque entre Rick Grimes e o Governador, não se destacando como os outros, mas também sem desiludir.

                                            

Como pontos altos, e como já referi acima, vimos Rick a lidar com a morte de Lori (finalmente descobrimos que o telefone era uma paranóia de Rick, o que foi ligeiramente anti-climático, na minha opinião) e a sua evolução ao longo do episódio que culmina na aceitação da sua filha. Sinceramente já era altura, não ia gostar particularmente que o luto de Rick durasse mais episódios. É claro que se irá fazer sentir durante a temporada toda, mas prefiro que seja abordada em termos de motivar Rick a avançar em frente, tendo agora uma bebé para se preocupar. Também gostei, ainda neste aspecto, que tivesse sido dado a Carl um momento de antena, em relação ao que aconteceu a Lori. Isto porque foi um evento completamente traumático, e centrar essa atenção em Rick não estaria a ser propriamente razoável. É que se formos a ver, foi Carl quem matou Lori, e com certeza que mais traumático que isso deve ser impossível. Assim, o diálogo entre Daryl e Carl foi uma boa "terapia", embora considere que este ponto devesse ser mais explorado no futuro. 










Outra cena particularmente emocionante foi, sem dúvida, quando Merle persegue Michonne, somos mesmo deparados com dois ou três "holy sh*t moments". Mas ainda bem que Merle Dixon teve direito a alguma acção neste episódio, porque foi de cortar a tensão com uma faca. De realçar o excelente trabalho por parte do actor Michael Rooker, porque consegue ser do mais imprevisível que há. É que enquanto já sabíamos que Merle não era propriamente flor que se cheirasse, em "Hounded" consegue densificar completamente essa acepção. Devo referir que achei curioso Michonne ter ficado surpreendida com o facto de que cobrir-se em tripas tornaria-a imune aos zombies, quando no início da temporada andava com dois atrelados com o mesmo intuito. E apesar de estar a achar imensamente interessante esta personagem, que é uma verdadeira lufada de ar fresco à serie, penso que já era tempo de nos darem mais informações sobre ela, tendo em vista possibilitar alguma conexão com a personagem sem ser o facto de achá-la completamente "badass".

Em relação ao Governador, penso que este último episódio foi um bocado vazio em termos de conteúdo, visto que não fez outra coisa sem ser andar às beijocas e afins a Andrea.


Em suma, Hounded caracteriza-se essencialmente pelo "acalmar" dos últimos eventos, sendo particularmente bom em questões de desenvolvimento de algumas personagens, apesar de continuar a falhar noutras. É imprevisivelmente entusiasmante, e não tenho dúvidas que a qualidade ainda irá aumentar muito mais. Embora tenha sido um episódio mais calmo, foi bom no sentido em que "organizou" as coisas, e foi perfeito no sentido de ser um "episódio-ponte".


Mal posso esperar pelo sétimo episódio. E vocês, o que acharam do 6º episódio da série?


por Sarah Queiroz

0 comentários:

Enviar um comentário