Crítica - Before I Wake (2016)

Análise ao novo filme de terror realizado por Mike Flanagan, "Before I Wake". Por Sarah Queiroz.

TOP 10 Melhores: Filmes de Terror de 2015

Confiram o nosso TOP 10 Melhores Filmes de Terror de 2015! Concordam? Por Sarah Queiroz

Especial Colaborações do Cinema: Neill Blomkamp e Sharlto Copley

Vejam o nosso especial colaborações do cinema, em que percorremos a filmografia do realizador Neil Blomkamp que conta com a colaboração de Sharlto Copley. Por Sarah Queiroz

TOP 5 Melhores Filmes: Scarlett Johansson

Confiram a nossa lista dos 5 melhores filmes protagonizados pela bela Scarlett Johansson. Por Sarah Queiroz

TOP 10 Melhores Filmes - "Body Horror"

Confiram o nosso TOP 10 Melhores Filmes "Body Horror". Por Sarah Queiroz

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Especial Colaborações do Cinema: James Wan e Leigh Whannell


"Great minds think alike", é o que se costuma dizer. E no mundo cinematográfico não poderia ser melhor aplicado. Vamos dar início a um novo especial: Colaborações do Cinema. E os primeiros em destaque são a grande dupla James Wan & Leigh Whannell.

Leigh Whannell e James Wan

"Horror filmmaking, it doesn’t get the kind of recognition I feel like it [deserves] because there’s a lot of craft involved, and it’s not just about someone jumping out with a knife and then the music goes all crazy and nuts, right? And your actors [are] screaming away. It’s not just about that. I think to create a genuine, creepy, suspenseful movie, takes a lot of craft." - James Wan

James Wan e Leigh Whannel são das mais famosas duplas do mundo do terror. Nas suas colaborações, Wan assume a direcção enquanto que Whannell é argumentista (e até, por vezes, actor). Vou tentar pôr o lado subjectivo de lado, mas devo dizer que os resultados finais são sempre de grande qualidade. Sou mesmo acérrima fã desta dupla, que já nos trouxe modernos clássicos do terror, tais como a saga SAW e Insidious. De notar que os seus filmes caracterizam-se essencialmente por finais com um twist bastante surpreendente. Este "especial" tem a intenção de percorrer a filmografia de James Wan, em que conta com o argumento de Leigh Whannell.


SAW (2004)











SAW estreou em 2004, apresentando-se como um filme low-budget relativamente discreto. Após a estreia, o mundo cinematográfico nunca mais foi o mesmo, uma vez que o filme foi um sucesso de culto instantâneo. A nível de argumento, é absolutamente fenomenal, pois envolve-se numa premissa original recheado de momentos de tensão. Basicamente tortura-nos o psicológico do início ao fim.

Adam (Leigh Whannell) e Gordon (Cary Elwes) acordam amarrados em lados opostos de uma sala, com um cadáver entre eles. Os dois homens descobrem que são reféns de Jigsaw (Tobin Bell), um "serial killer" que coloca as suas vítimas em situações que as levam a cometer homicídio. Agora cada um deles tem de lutar contra o tempo...e contra o outro.


SAW é um filme magnífico que, apesar da sua relativa simplicidade na narrativa, é extremamente inovadora e eficaz, tendo sido um marco no género cinematográfico. Considero-o um moderno clássico do horror. Infelizmente, sofreu seis sequelas. Apesar de terem sido produtores dos restantes, Whannell e Wan só trabalharam juntos neste (Whannel também escreveu o argumento de SAW II e SAW III, mas sem Wan na realização). Ao terem criado a saga, afirmaram-se como reis do gore.


Trailer





Dead Silence (2007)


Três anos após a sua estreia nas longas-metragens, James Wan juntou-se novamente a Leigh Whannel e trouxeram ao mundo em 2007, "Dead Silence". Quando saiu o trailer de "Dead Silence", as comparações a SAW eram quase inevitáveis. O poster apresentava um estranho boneco de ventroliquismo, o que acaba por se assemelhar e muito a Billy "The Puppet", mas felizmente conseguiu distanciar-se de SAW, sendo um thriller sobrenatural e psicológico de ambiente mais dark e assustador.


Jamie Ashen (Ryan Kwanten) e Lisa (Laura Regan) recebem um estranho boneco de ventroliquismo, Billy, que lhes faz lembrar da ventriloquista Mary Shaw que foi assassinada na cidade de Ravens Fair por ser suspeita de sequestrar e matar crianças. Momentos mais tarde, quando Jamie retorna a casa, encontra a mulher morta com a língua arrancada. Ele é o principal suspeito pela polícia, mas disposto a provar a sua inocência, desloca-se à sua cidade natal para enfrentar a lenda e o fantasma de Mary Shaw.

O filme claramente padece de algumas falhas, mas é de louvar o enorme esforço de James Wan e de Leigh Whannell em criar uma história no mínimo assustadora e sólida, o que conseguem na maior parte das cenas. Sucintamente, o filme tem os seus bons momentos, e é um título recomendável para se ver, sem dúvida.

Crítica completa aqui




Trailer





Insidious (2010)











Mas foi em 2010 que, na minha opinião, esta dupla conseguiu de uma vez por todas demonstrar a sua tremenda competência no mundo do terror. Num mundo em que constantemente aparecem filmes pouco inovadores e assustadores, James Wan arranja sempre maneira de sobressair e criar algo verdadeiramente inédito. E "Insidious" é o perfeito exemplo disso, pois durante o filme é criado um clima de tensão onde o medo do que está por vir é absolutamente constante. Leigh Whannell, para além de argumentista, também é actor no filme.

Uma família que acabou de se mudar para uma casa nova descobre que um espírito do mal está na casa. Ao mesmo tempo, o filho do casal entra em coma de maneira inexplicável. Tentando escapar das assombrações e para salvar o filho, eles mudam novamente de casa e chamam uma equipa de especialistas do oculto para os ajudarem, apercebendo-se de algo terrível que os deixa desesperados: não era a casa que estava mal-assombrada...

Apesar de, à primeira vista, o filme não parecer original no que toca à premissa, é a maneira como é concretizada que é completamente original, sendo inegável que é dos melhores na atmosfera de ansiedade que cria. Foi, sem dúvida, o melhor filme de terror de 2010. Mais que recomendado.

Crítica completa aqui


Trailer





Insidious: Chapter 2 (2013)




A sequela de Insidious estreia precisamente amanhã, dia 14 de Novembro, nos cinemas portugueses. Sendo assim, não poderei ainda elaborar uma crítica, pelo que vou apenas partilhar com vocês as minhas expectativas. No entanto, esperem uma análise ao filme muito em breve!

Sinopse (PUBLICO):  Passaram-se dois anos desde que Renai e Josh Lambert (Rose Byrne e Patrick Wilson) viveram o pior pesadelo das suas vidas, quando o filho mais velho entrou num coma inexplicável. Aterrorizados com o problema e com eventos anormais que não paravam de acontecer à sua volta, recorreram aos serviços de uma médium que lhes explicou que a alma da criança, perseguida por espíritos malignos, estava aprisionada numa dimensão intermédia e que apenas o pai a poderia salvar. Apesar de céptico, Josh acabou por concordar em abandonar o seu corpo e ir ao encontro do filho, que conseguiu resgatar. Agora, quando tudo parece ultrapassado, eles mudam-se para a casa de família dele, num esforço contido para retomar as suas vidas como qualquer família normal. Porém, o passado volta para os perseguir. É então que descobrem que a família Lambert há muito que guarda um terrível segredo que os deixou marcados por criaturas maléficas...

Não vou negar. As minhas expectativas em relação ao filme estão elevadíssimas. Mesmo que as críticas ao filme têm vindo a ser mistas, é impossível abalar a minha expectativa. E vocês? O que esperam do novo filme? Penso que será outra grande colaboração de Wan & Whannell. 2013 está efectivamente a ser um grande ano para o realizador oriundo da Malásia.


Trailer




VEREDICTO: Todos são, claramente, óptimos filmes de terror, havendo uns que se podem mesmo considerar modernos clássicos do terror. No entanto, a melhor colaboração destes dois génios é, na minha humilde opinião, "Insidious" (2010). Pese embora o facto de morrer de amores com SAW (2004), pelas razões que já expus, creio que em "Insidious" esta dupla conseguiu concretizar melhor as suas ideias, construindo um filme muito mais sólido, a vários níveis. que os anteriores.


E vocês? Qual dos filmes é o vosso predilecto? Partilhem connosco a vossa opinião!

por Sarah Queiroz


VEJAM AINDA:

- Crítica a SAW VI (2009)
- Crítica a SAW 3D (2010)


segunda-feira, 5 de agosto de 2013

TOP 15 Melhores: Vilãs do Cinema



O que seria do cinema sem as vilãs? Personagens que amamos odiar... Sim, existe o Freddy Krueger e o Darth Vader, mas o lado feminino também consegue ser bastante malvado e meticuloso. Decidi, assim, elaborar uma lista das minhas preferidas.

Nunca é demais dizer: esta lista contém as 15 personagens que eu considero serem as melhores vilãs/anti-heroínas. Claro que é susceptível de ser controversa, mas a graça é mesmo essa, a diversidade de opiniões. Nesta lista constam as personagens que, na minha perspectiva, mais se destacaram pela positiva pelo seu "dark side". Este é um TOP mais que subjectivo, e nesse medida, ficarei à espera das vossas opiniões! Não hesitem em partilhá-la connosco!



15. Miranda Priestly - The Devil Wears Prada (2006)

Decerto que muito dos leitores poderão identificar-se com este filme... Quem é que já não teve daqueles patrões absolutamente intragáveis? Pois bem, acho que nenhum consegue atingir o nível da graciosa Miranda Priestly, tão bem interpretada por Meryl Streep. Basicamente é o terror de qualquer ambiente de trabalho.




14. The Wicked Witch of the West - The Wizard of Oz (1939)

É capaz de ser das personagens vilãs mais memoráveis da 7ª arte, um ícone mais que consolidado. É absolutamente aterradora em todas as cenas em que aparece, especialmente até porque o seu objectivo até nem é tão maléfico a comparar com as outras da lista... (só queria um sapatos vermelhos).





13. Margaret White - Carrie (1976)

Na minha opinião é das mães mais marcantes dos filmes de terror. Em Carrie (1976), o elemento mais assustador acaba mesmo por ser a personagem Margaret, através da sua personalidade psicótica e ao pressionar a sua filha Carrie ao extremo.





12. Mystique - Saga X-Men

Mystique, das personagens mais complexas e interessantes da saga X-Men, e vilã obrigatória da minha lista. Torna-se quase impossível não ficar a torcer pelos planos dela, mesmo que envolvam a aniquilação da humanidade. Tive uns tempos a invejar a pele azul da Mystique, prefiro não explicar porquê.





11. Lady Van Tassel - Sleepy Hollow (1999)

Quem é que não venera "Sleepy Hollow"? Para além de ser um filme excelente, na minha opinião, a grande actuação da película fica a cargo de Miranda Richardson: interpreta a grande vilã, Lady Van Tassel, que movida por uma vingança pessoal, acaba por controlar o lendário cavaleiro sem cabeça. Absolutamente assustadora!





10. Amanda Young - SAW (2004-06)
Amanda Young, sobrevivente e agora protegida do mediático Jigsaw, não se contém a ser ainda mais transloucada e perigosa que o seu mentor. Sou uma grande fã da actriz Shawnee Smith, que interpreta imensamente bem a conturbada, mas forte Amanda Young.





9. Asami Yamazaki - Audition (1999)

Tinha que constar a menção ao terror japonês. Takashi Miike é dos cineastas mais singulares, sendo eu uma grande fã do realizador. Em "Audition", consegue criar uma atmosfera de terror electrizante, em que a personagem Asami, simultaneamente bela e terrivelmente maligna, é personificada na perfeição pela actriz asiática.





8. Alex Forrest - Atracção Fatal (1987)

Não tenho dúvidas que Alex Forrest é o pesadelo de qualquer homem. Aparentemente normal e fantástica, imaginem o que é descobrirem o inverso da medalha: psicótica e obcecada, nada a faz parar até conseguir aquilo que quer... Stalker alert! É uma grande vilã na medida que é uma artista da manipulação.





7. Elle Driver - Kill Bill Vol. 2 (2004)

Em Kill Bill deparamos-nos com diversos antagonistas. Mas há que dar o devido destaque a Elle Driver, que chama completamente à atenção pela sua crueldade. Assassina competente, tem como principais características o desejo por sangue e insanidade...Mortífera!







6. The Evil Queen - A Branca de Neve e os Sete Anões (1937)

Parece-me que é a senhora vilã, datada de 1937. Poderosa, linda, cruel... Aterrorizou-me completamente da primeira vez que vi "A Branca de Neve", e com certeza que não estou sozinha no barco. Especialmente aquela icónica cena da maçã. Ainda hoje sou intolerante a fruta.






5. Catwoman - Batman Returns (1992)

Catwoman é mais um exemplo de anti-heroína do que propriamente vilã, mas devo dizer que acho-a completamente fascinante. Selina Kyle, mais que perturbada, não mede o que faz para ver concretizados os seus planos diabólicos, e se formos a ver, tem uma grande vantagem sobre Batman: 7 vidas. Michelle Pfeiffer em grande.





4. Malévola - A Bela Adormecida (1959)

É indiscutivelmente a minha vilã preferida da Disney. É muito complexa e profunda, e faz mais que jus ao nome que possui. Fiquei bastante satisfeita quando soube que ia ser adaptado para o cinema um filme centrado na Malévola (que será interpretada por Angelina Jolie).





3. O-Ren Ishii - Kill Bill Vol. 1 (2003)

O-Ren Ishii é outra vilã do filme Kill Bill, e a minha preferida do filme. De habilidade e frieza estrondosa, é tanto mestre nas artes marciais como nas malvadas. Pessoalmente adoro a sua background story, o que demonstra que é uma personagem muito bem construída e interpretada muito bem por Lucy Liu.





2. Annie Wilkes - Misery (1990)

É certamente a personificação da obsessão levada ao extremo, o que culmina na mais pura das maldades. Inesquecivelmente sinistra, Annie Wilkes é um autêntico pesadelo. Ninguém poderia interpretá-la melhor que a fantástica Kathy Bates.





1. Bellatrix Lestrange -  Saga Harry Potter (2007-11)

Talvez seja um número 1 surpreendente. Mas que poderei dizer? Sou uma geek do Harry Potter, e tendo uma veia pessoal para gostar de vilões, só poderia vir a adorar o braço direito do Lord Voldemort... E diga-se que é uma personagem que vem a acumular imensas crueldades! De topo, e é a minha eleição.




Menções Honrosas

Nurse Ratched - One Flew Over the Cuckoo's Nest (1975)
Catherine Tramell - Basic Instinct (1992)
Cruella De Vil - 101 Dalmatians (1961)
Pamela Voorhees - Friday the 13th (1980)
Kayako Saeki - The Grudge (2004)


E um bocado off-topic... A melhor vilã em séries de televisão, é, indiscutivelmente:

Cersei Lannister - Game of Thrones



por Sarah Queiroz




sábado, 3 de agosto de 2013

TOP 10 Melhores: Filmes "Slasher"


Um filme “slasher” é aquele que envolve um assassino psicopata perseguindo e matando uma série de vítimas de maneira violenta, frequentemente usando instrumentos cortantes, embora possa ter certas variações. É dos subgéneros mais famosos do terror, e possui uma lista vasta de filmes. O género slasher, em que um psicopata mata sequencialmente as suas vítimas tipicamente adolescentes, começou a crescer, com o início das sagas de Freddy Krueger e Jason, e com a continuação da saga Halloween...

Criar uma lista dos melhores filmes deste sub-género não foi fácil, embora pareça que sim. Aqui fica a lista dos filmes que considero serem os melhores. Posso ter deixado de parte alguns clássicos, mas é certo que também não vi todos os filmes existentes. Nunca é demais dizer que este tipo de listas são sempre subjectivas, no entanto, não hesitem em partilhar connosco a vossa opinião!


10. Black Christmas (1974)


Durante o Natal, um grupo de raparigas que vivem todas juntas começa a ser assediado por estranhos telefonemas. Logo, uma a uma, as moças serão vítimas de um louco assassino... Black Christmas é um filme surpreendentemente bom. Na altura em que saiu ainda não estava propriamente consolidada a época slasher, mas não há dúvidas que é um excelente título, e o serial-killer Billy é super assustador. Claro que também teve que ser vítima da onda de remakes que invadiu a década de 2000... Obra indiscutivelmente intrigante!
Trailer





9. Child's Play (1988)



Este é com certeza dos filmes de terror mais conhecidos da história. A personagem Chucky é intemporal e arrisco-me a dizer que deve ter causado muito medo de bonecos para várias crianças em todo o mundo. É um clássico! Muito focado no suspense, também possui elementos de terror fortíssimos que culminam numa atmosfera aterrorizante!

Trailer

 



8. My Bloody Valentine (1981)

Pat Hemingway in My Bloody Valentine, 1981

É provável que seja um filme obsoleto actualmente, mas sem dúvida que foi um colosso na altura em que saiu. Surpreendentemente, gostei do remake, pese embora o facto de não ser de grande qualidade. O original tem como ponto forte o suspense frenético que gera, o que compensa a imensa falta de talento do elenco. Grande filme de terror dos anos 80.

Trailer

 



7. American Psycho (2000)



American Psycho é uma obra cinematográfica ousada, que indiscutivelmente se mantém actual nos dias de hoje. Christian Bale tem neste filme uma das mais impressionantes performances da sua carreira, ao incorporar na sua plenitude todos os elementos de violência e complexidade. Posso ser "sacrificada" por este filme constar nesta lista, pois muita gente não considera este filme um slasher. Eu vou discordar. Apesar de não ser o típico slasher film dos anos 80, é um filme que nos propõe quase o mesmo, mas com uma abordagem diferente.

Trailer

 



6. The Texas Chainsaw Massacre (1974)



"Texas Chainsaw Massacre" marcou uma época, sendo dos filmes de terror mais consagrados de sempre. A obra trazida por Tobe Hooper é inesquécivel pelos elementos aterrorizantes que tem, envoltos numa mestria nunca antes vista. "O Massacre do Texas" é um filme de 1974 que, supostamente baseado em factos verídicos, conta-nos a história do rapto e assassínio de um grupo de amigos que visitavam o Texas por uma família de canibais. A 1ª vez que vi este filme fiquei aterrorizada com o vilão principal, mais conhecido como "Leatherface". Este vai sempre ser lembrado como das personagens mais assustadoras do cinema.

Trailer





5. Friday the 13th (1980)



"Sexta-Feira 13" é outro clássico slasher que tem no principal plano o misterioso psicopata Jason. Teve várias sequelas, e até teve um crossover com Freddy Krueger, no filme "Freddy vs. Jason". A acção começa em 1958, em Cristal Lake: dois adolescentes foram brutalmente assassinados. Vinte anos após o trágico acidente, o acampamento volta a abrir. Porém, as mortes também voltam. O clássico psicopata com a máscara de hóquei, no seu melhor, neste primeiro filme da extensa franquia.

Trailer

 



4. A Nightmare on Elm Street (1984)




O filme, que em português é "Pesadelo em Elm Street",e realizado pelo mestre do terror Wes Craven, marcou o início da franquia cujo enredo gira em volta de um dos psicopatas mais reconhecidos do cinema e um verdadeiro ícone: Freddy Krueger. Curiosamente, foi o filme de estreia para Johnny Depp. Freddy Krueger é um assassino, que costumava matar pessoas em Elm Street, com as suas características garras de aço. Ao ser descoberto, foi queimado vivo. Porém, o seu espírito continua vivo, atormentando vários adolescentes nos seus pesadelos.A premissa do filme, que gira entre o imaginário e o real, está magnífica. Secalhar é uma surpresa encontrar-se apenas em 4º lugar.

Trailer

 



3. Psycho (1960)



"Psycho" é capaz de ser o filme mais icónico do género de todos os tempos, apesar das críticas iniciais serem mistas. Alfred Hitcock é o verdadeiro mestre do terror e suspense, e em Psycho conseguiu aterrorizar muito boa gente com a sua inspiração minimamente slasher.

Trailer

 



2. Scream (1996)



Grande surpresa por constar no 2º lugar, muitos poderão pensar. Wes Craven ressuscitou completamente o género slasher com Scream. É um dos melhores filmes de terror da história, e quase o melhor na categoria slasher. Carregado de humor negro, é um filme com uma premissa simples mas é muito bem concretizada.

Trailer

 



1. Halloween (1978)


Não só é dos meus filmes preferidos, como é sem dúvida alguma, o melhor filme slasher de todos os tempos! O filme gira em volta de Michael Myers que, após fugir de um hospital psiquiátrico, começa a matar sequencialmente diversos adolescentes. Apesar de parecer, talvez, um tema repetido, o certo é que na altura foi algo que teve bastante impacto e hoje "Halloween" é considerado um clássico entre os filmes de terror, tendo influenciado bastante muitos filmes do género. Só podia ser o número 1.

Trailer


Menções Honrosas

Haute Tension (2003)
When a Stranger Calls (1979)
Final Destination (1999)
Severance (2006)
Sleepaway Camp (1983)
Deep Red (1975)



por Sarah Queiroz