segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Inception (2010)

"The dream is real"

Christopher Nolan é um génio. É um senhor que já nos demonstrou o seu talento e mestria, especialmente em The Dark Knight, que revolucionou completamente o cinema. É impressionante a evolução de Nolan, está constantemente a superar-se a si próprio, proporcionando-nos filmes cada vez mas fantásticos, complexos e densos. Em Inception, não desilude e volta a mostrar-nos que estamos perante um grande realizador, através de um filme que nos mantém vidrados de início ao fim devido à sua genialidade e complexidade. O realizador "arquitectou" um filme interessante, brilhante e multifacetado (literalmente), tanto na narrativa como na própria temática do filme, em que exige dos espectadores absoluta atenção e concentração para que seja possível perceber-se na íntegra. A mínima desconcentração pode fazer com que se perca o fio à meada, mas apesar da complexificação de Inception ser inegável, considero-o, e tenho a certeza que muitos irão concordar comigo, como dos melhores filmes de 2010. Ou pelo menos, nenhum filme é capaz de suplantá-lo em termos de originalidade.

Nolan conseguiu o improvável, pois fazer um filme como Inception, em que a dicotomia entre percepção e realidade está tão bem explorada e aprofundada, e em que se cria labirintos enigmáticos que nos fazem questionar as nossas próprias concepções do que é o real, não é algo que se faça com facilidade. Isto porque filmes sobre sonhos e subconsciente são usualmente categorizados como "estranhos", e são de difícil concretização. Só prova mais uma vez o indiscutível talento de Nolan, não só porque teve a ideia, mas porque também foi capaz de concretizá-la. Como a personagem Cobb bem diz "What is the most resilient parasite? An Idea!". A premissa de Inception tem várias camadas de complexidade, e o facto de Nolan ter conseguido executá-la na perfeição, é fenomenal. Mas como referi, não é um filme fácil de se perceber de início, mas sendo merecedor da vossa atenção total, não se tornará assim tão complicado, e ao fim dos 148 minutos de filme, ficarão totalmente perplexos, maravilhados e satisfeitos.

Não vou sequer tentar explicar a fundo o enredo, pois é dotado de imensas e inteligentes reviravoltas, e como já devem ter percebido, é simplesmente difícil fazê-lo devido à sua elaborada história. Até o próprio Nolan nunca revelou muito da história até à sua estreia... Deve concordar comigo, pois na minha opinião, sem dúvida que a melhor maneira de se visionar o filme é mesmo a saber pouco e tendo uma mente aberta. O impacto será muito maior.
A temática do filme não é nova, a questão do real e dos sonhos e a exploração dos mecanismos da mente, mas a original abordagem de Christopher Nolan, coloca Inception num nível completamente acima dos demais. É importante realçar outro ponto muito positivo. O filme está envolvido numa magnífica banda sonora por Hans Zimmer! Eu penso que um bom filme tem sempre que ter uma fantástica banda sonora. O som é algo que inevitavelmente atrai, e em Inception, está mesmo qualquer coisa de extraordinário.

E ainda para mais, quando o filme tem o elenco que tem - Leonardo DiCaprio, Joseph Gordon-Lewitt, Cillian Murphy, Michael Caine, e Marion Cotillard -, é impossível questionar-se a qualidade do filme. Os actores são, de facto, outra mais-valia que contribui para seu grande sucesso. Pois verdade seja dita: Um filme pode ter as cenas de acção mais espectaculares de sempre, mas quando as personagens são mázinhas, interpretadas por actores mauzinhos, o filme perde o interesse todo. Felizmente, isso não acontece em Inception. Temos personagens muito bem construídas, diferentes umas das outras, e grandes actores a interpretá-las. Leonardo DiCaprio teve um grande ano, e soube mesmo escolher os papeís. É um grande actor. Sinceramente não percebo porque não foi reconhecido individualmente pela Academia, começo a considerar que o problema poderá ser pessoal! Marion Cotillard está absolutamente genial, proporcionando-nos a melhor interpretação do filme.
Como poderei concluir? É um filme obrigatório de se ver que nos faz pensar, é assustadoramente belo! Recomendadíssimo.


EXAME

Realização:
10/10
Actores: 9/10
Argumento/Enredo: 9/10
Duração/Conteúdo: 8/10
Banda Sonora: 10/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador: 7.5/10

Média Global: 8.9/10

Crítica feita por Sara Queiroz

Informação

Título em português:
A Origem
Título original: Inception
Ano: 2010
Realização:
Christopher Nolan
Actores: Leonardo Dicaprio, Marion Cottilard, Michael Caine, Cillian Murphy

Trailer do filme:



11 comentários:

  1. Inception é um filme difícil de ser visto apenas uma vez e esquecido, daí compreender o teu 7.5/10 na transmissão da ideia ao espectador. De resto, concordo com quase tudo pois, a meu entender, para ti o melhor filme de Nolan é The Dark Knight enquanto eu estou em desacordo.
    Frank and Hall's Stuff

    ResponderEliminar
  2. pessoalmente, e apesar de 8.9/10 para um filme ser excelente, dava um bocadinho mais. Adoro o Christopher Nolan, e admito que para mim The Dark Knight é a obra prima irreversível. No entanto, considero que o Inception consegue igualá-lo.

    É sem dúvida dos melhores filmes de 2010 e um dos melhores de ficção científica. Foi um grande contributo para o género que tanto adoro. Espero que seja reconhecido pela Academia.

    ResponderEliminar
  3. É um filme fantástico sem dúvida. Os efeitos especiais são simplesmente brutais e a banda sonora é perfeita. Acho que o argumento peca um bocado por ter uma personagem que "faz a papinha toda" (a da Ellen Page). Não me importava que ela intervisse nalgumas cenas para perguntar o que se estava a passar.. mas constantemente? Irritou-me um bocado. :p

    Quanto ao elenco? O DiCaprio esteve bastante sólido, o Hardy foi um completo scene-stealer, e o Watanabe também esteve bem. A Cotillard esteve decente [certamente que já deu interpretações largamente superiores à que deu no filme de Nolan], e o Levitt não fez nada. Fiquei desiludido com ele.

    Mas no que toca a entretenimento, nenhum filme de 2010 chega perto de Inception!

    ResponderEliminar
  4. Eu gosto muito do Nolan, mas continuo a preferir o Memento e o The Dark Knight ao Inception.
    Até o Prestige.

    Mas sim Inception é bom, tem coisas muito boas até, mas no final ficou-me a sensação de que podia ter sido mais e melhor.
    Foca-se muito nas explicações e esquece um pouco a alma.
    Acho mesmo que vai perder impacto com o tempo.

    Em termos de filmes de entretenimento, diverti-me muito mais com o Scott Pilgrim por exemplo.

    ResponderEliminar
  5. Boa crítica, apesar de não elevar o filme a um patamar tão elevado como tu. Acho que Nolan é um grande argumentista, como prova aqui, mais do que um grande realizador (apesar de fazer um óptimo trabalho neste campo). Gostei do filme mas continuo a preferir Memento.

    ResponderEliminar
  6. Obrigada pelos comentários (:

    Bruno: The Dark Knight é sem dúvida o meu filme preferido de Nolan, tudo nele é perfeito.

    Nuno: Por acaso concordo contigo relativamente à personagem da Ellen Page ahah! Ligeiramente irritante, de facto... Ah sim, esqueci-me de referir o Watanabe. Adoro-o!

    Loot: Nolan é genial, e tem filmes memoravéis mesmo. O The Dark Knight está mesmo espectacular, é viciante o filme. Ahaha, adorei o Scott Pilgrim vs. The World... Mas também há de surgir um filme de Edgar Wright que não me agrade.

    Diogo: Obrigada! Memento, também gostei muito, a ver se faço a crítica desse filme um dia destes.

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito deste filme (e vi sem legendas e compreendi tudinho, hehe!) e realmente só prova que Nolan, para além de grande realizador, também é um mestre do argumento- por isso é que ganhou logo com a sua estreia agora o prémio de melhor argumentista da Screen Writers Guild. Os efeitos, a música, o elenco, gostei de tudo. Mas realmente a história podia ser melhor desenvolvida para o final. Mesmo assim, dos filmes do Nolan, sinto uma afeição especial pelo Memento. É , para mim, o filme mais inteligente dele e que se tem que ver inúmeras vezes para conseguir apanhar todos os detalhes... a maneira como esse filme está estruturado e editado é mesmo espantoso. Mas todos os filmes do Nolan são bons é claro... até o The Prestige.

    ResponderEliminar
  8. Estou muito de acordo com a tua crítica!

    O argumento está muito bem construído, a banda sonora é fantástico, Marion Cotillard é tão doce quanto desequilibrada e Leonardo diCaprio afirma-se, novamente, como um dos mais sólidos e versáteis da sua geração!

    "Empolgante, fantástica, engenhosa e alucinante, “Inception” foi, sem qualquer dúvida, uma experiência avassaladora, memorável e onírica!"

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  9. Um Excelente filme, e uma boa critica, muito bem =)
    E digo-o não só por ser a minha opinião, mas porque considero que até seja um filme complicado de comentar e criticar, pelo menos no que toca a não se falar em nada que revele algo do filme.
    Arrojado, Impressionante, Fantástico...um autentico "sonho de filme".
    Concordo quando é dito que é sem dúvida um dos melhores filmes de 2010.
    Muitíssimo bem concretizado, é um filme que nos transporta até um Mundo quase surreal baseado em factos reais, ou até que nos mostra o quão irreais podem ser.
    "Qual a verdadeira realidade?", é sem dúvida uma pergunta que ao longo do filme pode surgir...sem dúvida a atenção é algo imprescindível, e convém que seja com apreensão do que se passa ao longo do tempo.
    Achei que é um filme que dá gozo ver, é puro entretenimento, que dá ao espectador algo em que pensar, e que na minha opinião satisfaz a maioria.
    Compreendo claro, que haja comentários do tipo, demasiado "weird", confuso, ou algo do género, mas se houver o mínimo interesse este filme promete cativar qualquer espectador.

    Bom trabalho mais uma vez =)

    ResponderEliminar
  10. Não considero Nolan um génio, nem tão-pouco INCEPTION um filme genial. Também não penso - nem nunca tinha pensado nisso - que THE DARK KNIGHT tenha "revolucionado completamente" o cinema; céus, como? Custa-me compreender, igualmente, como é que Cotillard tem a melhor prestação do filme. Enfim, muitos são os pontos sobre os quais, desta vez, não estamos de acordo, apesar de ter gostado deste INCEPTION e de um considerar um bom filme. Nolan, no fim de contas, sabe o que faz.

    Roberto Simões
    CINEROAD

    ResponderEliminar