quarta-feira, 28 de setembro de 2011

The Change-Up (2011)

Cuidado com o que Desejas, ou título original The Change-Up, é o mais recente filme de David Dobkin, o mesmo realizador que nos trouxe em 2005 Wedding Crashers, que foi um sucesso comercial. Mas como qualquer outra comédia romântica, The Change-Up sofreu das ideias pré-concebidas em relação à superficialidade e ausência de substância que este tipo de filmes costuma "supostamente" ter. Infelizmente o filme é, de facto, recheado de clichés e não apresenta qualquer inovação, não obstante ter alguns aspectos positivos.

A história gira em torno de Mitch (Ryan Reynolds) e Dave (Jason Bateman), amigos inseparáveis que cresceram juntos, mas que inevitavelmente acabaram por seguir caminhos distintos; Dave exerce advocacia, sendo casado e pai de três filhos, enquanto que Mitch continua solteiro e irresponsável. Só que ambos invejam em silêncio
a vida do outro. Depois de uma noite descontrolada nos copos, os mundos de Mitch e Dave dão uma volta de 360º graus quando acordam e descobrem que trocaram de corpo, literalmente. Apesar de inicialmente ser refrescante, rapidamente se apercebem que a vida de cada um não é o mar de rosas que aparentava, e tudo se começa a complicar. Para evitar destruírem a vida um do outro, terão de arranjar maneira de voltar a recuperar a sua vida antiga. Isto com muita comédia à mistura...

Sem dúvida que este filme assenta numa fórmula que constantemente está a ser reciclada, isto é, a temática da mudança de corpos. Inúmeras comédias já retrataram este aspecto e isso poderá fazer com que, a priori, o filme já se torne cansativo, pois em nada aparenta ser inovador. Acaba por se tornar um filme sofrível exactamente por isso, pois para além de utilizar uma fórmula reciclada, ainda vai insistir em inúmeros clichés que o fazem cair numa linha de previsibilidade irremediável. Mas claro está que o filme consegue ainda proporcionar uns bons momentos de gargalhadas, pois por mais ridículas ou até imorais que as "piadas" sejam, facilmente farão rir. Só quem, de facto, seja muito exigente é que dificilmente o fará.

Jason Bateman é surpreendentemente fantástico em todos os seus papéis, mesmo quando os filmes em s
i não sejam espectaculares. É um actor dotado de um incrível talento, e é, sem dúvida, o homem do filme. As cenas mais engraçadas são proporcionadas por Bateman, indiscutivelmente. Ryan Reynolds também está bem, mas nada de extraordinário. Não será o melhor trabalho da sua carreira. Relativamente ao elenco secundário, nada de positivo a destacar, creio que estão sólidos, mas este tipo de filmes também nunca dá para mostrar o verdadeiro valor. E o facto é que nenhuma das personagens é suficientemente boa para se conseguir criar qualquer tipo de ligação emocional, até chega uma determinada altura que nem é possível importarmos-nos menos com o que sucede com elas. É aí que falha David Dobkin, faltou-lhe criatividade e vontade de ir mais longe, pois foi assentar numa fórmula desgastada, mas segura, tornando tudo muito óbvio e repetitivo.

The Change-Up acaba por ser um filme simples, que consegue cumprir o seu objectivo mínimo de fazer rir, só que peca ao ser pouco ambicioso. Penso que é uma comédia dispensável, porque do mesmo género encontrarão melhor. Mesmo assim, quem tem a oportunidade de ir ver, acho que não fará mal, pois gargalhadas serão garantidas com certeza.


EXAME

Realização: 5/10
Actores:
7.5/10

Argumento/Enredo:
4/10

Duração/Conteúdo:
6/10

Transmissão da ideia principal do filme para o espectador:
6/10


Média Global: 5.7/10

Crítica feita por Sarah Queiroz


Informação

Título em português:
Cuidado com o que Desejas

Título Original: The Change-Up
Ano:
2011
Realização: David Dobkin
Actores:
Olivia Wilde, Ryan Reynolds, Leslie Mann, Jason Bateman, Mircea Monroe.


Trailer do filme:


3 comentários:

  1. Também achei esse filme fraquinho. Já tô seguindo o seu blog, Sarah.
    Cumprimentos cinéfilos!

    O Falcão Maltês

    ResponderEliminar
  2. Ao ler o comentário lembrei-me de um filme já antigo com o Sr. Governador Arnold - "Last action hero".
    Se deu uma volta de 360º voltou exactamente ao ponto de partida :)
    Brincadeiras à parte acho que vou deixar passar o filme ao lado... desde "hot chick" que a temática atingiu o limite.
    Aproveito também para dar os parabéns ao "blog" e continuem o bom trabalho!
    Helder Oliveira

    ResponderEliminar
  3. Talvez para quem vê muitos filmes deste género, o filme pode não ser extremamente original, mas como eu normalmente prefiro géneros mais inteligentes para mim foi uma gargalhada imensa do princípio ao fim. Adorei e recomendo.

    ResponderEliminar