quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Assim é o Amor (2010)

Beginners é um filme que não esperava ver ao cinema. Parecia-me bom, claro, mas não me tinha despertado grande interesse, por desconfiar que não seria propriamente rico narrativamente. E apesar da minha intuição revelar-se correcta, foi um filme que folgo em ter visto. Aliás, foi uma experiência e tanto.

Sinopse (PUBLICO): As vidas de Oliver (Ewan McGregor) e do seu pai Hal (Christopher Plummer) alteram-se radicalmente quando o segundo, seis meses depois de ter ficado viúvo, assume duas coisas totalmente inesperadas: que é homossexual e que se encontra num estado avançado de uma doença terminal. Com esta consciência de mortalidade, Hal começa a viver intensamente o tempo que lhe resta, encontrando disponibilidade para viver um grande amor com um homem mais novo, reformular a sua relação com o filho e, acima de tudo, encontrar a serenidade interior que nunca havia antes encontrado. Algum tempo após a morte inevitável de Hal, Oliver conhece Anna (Mélanie Laurent), compreendendo, finalmente, o verdadeiro significado do amor. Assim, compreenderá todo o alcance dos ensinamentos que o pai lhe tentou transmitir naqueles últimos meses de vida.

Beginners é um filme simplista, sem sombra de dúvida. Assenta essencialmente na maneira de contar uma história, de transmitir uma mensagem. Só que, o filme peca bastante na sua narrativa excessivamente
lenta. Nota-se a intenção do realizador de fazer um filme substancialmente diferente, quase como "autobiográfico" e melancólico, mas penso que leva isso ao extremo tornando por vezes o filmes ligeiramente enfadonho. E também estruturalmente parece um filme errado, ou seja, quase não é possível delinear a introdução, desenvolvimento e conclusão da trama. Intencional talvez, mas o certo é que fica confuso. Por ser intencional é que é desculpável, porque apesar de sequencialmente não ser perfeito, é um filme que não deixa de ser profundo e poderoso, com muito significado. Aliás, a cinematografia do filme é propositadamente banal, demonstrando a solidão e a tristeza humana, basicamente sentimentos que vão ser abordados no filme. É nesse sentido que considero a realização de Mike Mills deveras sublime, pois transmite realidade.

É uma história que gira em volta das suas personagens. São as personagens que dão a vida ao filme,
e felizmente conta-se com um elenco formidável no desempenho das mesmas. Christopher Plummer está melhor que nunca, uma performance digna (quem sabe....) de um Óscar. Melanie Laurent e Ewan Mcgregor apresentam-se bastante sólidos, não há nada de negativo a apontar. É um elenco que consegue mesmo puxar pelo público, sendo especialmente complicado neste tipo de filmes.

Assim é o Amor
não é propriamente fácil. Mas esta complexidade não deve impedir a sua visualização, pois é um filme com uma forte mensagem, mas bastante peculiar. É doce e realista, portanto se procuram um filme alternativo e diferente, este é para vocês.


EXAME


Realização:
7.5/10

Actores: 8/10
Argumento/Enredo:
6/10

Duração/Conteúdo:
5/10

Transmissão da ideia principal do filme para o espectador:
7/10


Média Global: 6.7/10


Crítica feita por Sarah Queiroz


Informação


Título em português:
Assim é o Amor

Título Original:
Beginners

Ano: 2011
Realização:
Mike Mills

Actores:
Ewan McGregor, Christopher Plummer, Mélanie Laurent, Goran Visnjic


Trailer do filme:

0 comentários:

Enviar um comentário