terça-feira, 6 de janeiro de 2009

The Day That The Earth Stood Still (2008)

" If the Earth dies, you die. If you die, the Earth survives."

Os filmes
de Sci Fi (ficção científica) foram sempre bem-vindos para mim. Identifico-me bastante com este género, e geralmente mantenho as minhas expectativas altas. Espetem-me com Star Wars, the Matrix, Aliens ou ET, que eu agradeço.
Mas o que a realidade nos transmite é que os filmes de ficção científica já não enchem as sal
as de cinema, pelo menos não como antigamente.
''The Day That The Earth Stood Still '' é um remake do filme com o mesmo nome , de 1951; contudo, não atingiu o mesmo sucesso que o original.

Sem deixar o estilo de Neo(Matrix), Reeves interpreta Klaatu, um alien mensageiro com forma humana.
O filme começa em 1928, na Índia. Keanu Reeves é um alpinista que descobre um objecto estranho, que desperta a sua curiosidade; posteriormente, perde a sua consciência, e ao recuperá-la nota que tem uma marca na mão. Mais tarde percebe-se que foi retirado material genético do alpinista.

Somos transportados para a actualidade: Helen (Jennifer Connelly), uma professora de biologia celular e molecular, e um grupo de cientistas são ''capturados'' pelo governo. A sua missão é formular um plano de sobrevivência, pois consta-se que um estranho objecto entrará em colisão com a Terra em pouco menos de uma hora. Esse objecto é uma grande nave esférica que acaba por aterrar lentamente em Manhattan. Dentro dessa esfera, emerge Klattu,um alien com forma humana, seguido de um robô gigante. Klattu tem a aparência do alpinista que vemos no início do filme, e a sua vinda à Terra tem apenas um propósito: assegurar que a Terra não morre...dos seres humanos.

Devo assumir que fiquei um pouco desiludida com o filme. Tinha um potencial enorme, que não foi aproveitado; não obstante, os efeitos especiais estão de arromba, o que pode ser compensador para alguns.
O argumento não está nada mau, aliás está muito bom: pegarem no assunto do ambiente, poluição, e outros estragos que os seres humanos fazem à Terra parece-me bastante oportuno! A premissa
é excelente, mas a execução já não. Não conseguiram pegar no tema e desenvolver como poderiam ter desenvolvido. Nesse aspecto, parece-me vazio e que lhe falta alguma coisa. Pegando nesse facto, o conteúdo do filme poderia ser mais ''recheado''.

Além disso, e apesar de achar que os actores foram razoáveis, penso que os diálogos e interacções entre actores são aspectos a melhorar. Se tivessemos a conversar com o alien agiríamos normalmente? Penso que não. Mas no filme pensam que sim. Para os fãs de Keanu Reeves, vão sentir, e muito, a presença de ''Neo''. Para alguns é bom, para alguns é mau. Keanu Reaves não demonstrou muita versatilidade. À parte disso, Jennifer Connelly e Kathy Bates estiveram à altura. Só achei que faltava algo mais.

E porque é que é sempre Manhattan a ser atacada por aliens,atingida por catástrofes naturais, entre outras coisas? Poderiam ter apostado na originalidade e terem colocado outro local...
Para as pessoas que gostam de um final claro e conclusivo, vão ter a sua desilusão. Não é que não seja claro, mas não é ''o final''.

Em suma, eu considero um filme com potencial, mas que escassa na história, podendo viver na sombra de ter efeitos especiais geniais.
Eu gostei do filme por ser fã do género, e não vi o original, não podendo fazer comparações. Mas não é de longe o melhor filme de todos os tempos, constituíndo uma desilusão.
Apesar das reacções mistas em torno do filme, acredito que vale a pena verem, pois têm sempre duas hipóteses: ou gostam, ou não gostam.



EXAME

Realização: 4/10
Actores: 6/10
Argumento/Enredo: 7/10
Duração/Conteúdo: 5/10
Efeitos/Fotografia: 8/10
Transmissão da principal ideia do filme para o espectador: 5/10

Média Global: 5.8/10

Crítica feita por Joana Queiroz


Informação

Título em português:
O Dia em que a Terra Parou
Título original: The Day that the Earth stood still
Ano: 2008
Realização: Scott Derrickson
Actores: Keannu Reeves, Jennifer Connelly, Kathy Bates

Trailer do filme:

0 comentários:

Enviar um comentário