quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Changeling - A Troca (2008)

"To find her son, she did what no one else dared. "


O trailer deste filme originou em mim uma curiosidade descabida! Estava mesmo ansiosa, mas sem tempo de ir vê-lo ao cinema.. Felizmente hoje consegui ir vê-lo (Obrigadão amigoss), e correspondeu às minhas expectativas.
Nem mesmo que quisesse, Clin Eastwood simplesmente não faz maus filmes (o senhor é um verdadeiro génio, mesmo com os seus 78 anos de idade!).
Changeling retrata uma história verídica passada nos anos 20, em que Angelina Jolie interpreta o papel de Christine Collins, uma mãe solteira cujo filho Walter desaparece enquanto esta está no trabalho. Após tanto desespero e uma longa espera (5 meses), Christine recebe a calorosa notícia de que o seu filho foi encontrado. Mas na altura do seu encontro, tudo vai por água abaixo quando Ch
ristine se apercebe de que o rapaz encontrado não é o seu filho, tratando-se apenas de uma maneira que a Polícia de Los Angeles (imoral e corrupta) arranjou para despachar aquele caso, e mostrar que realmente estavam a trabalhar e tinham feito alguma coisa. Basicamente o filme gira em torno disto, isto é, Christine inicia uma acesa luta contra esta organização, com o objectivo de encontrar o seu filho e obter respostas. O argumento está muitíssimo bom, com aquelas ''twists'' que tanto se gosta de ver! É um filme coerente, com um argumento que se segue bem. A história de uma mãe que batalha com todas as suas forças, contra uma organização que tinha de tudo para lhe sobrepor, é fascinante. Retrata mesmo a realidade de hoje em dia, se formos a ver bem. Sem dúvida que Eastwood provou, mais uma vez, a sua enorme capacidade visionária (de realçar que a banda sonora também é por ele).

Claro está que, para um papelão destes, era necessário uma grande actriz. Confesso que, Angelina Jolie, nunca seria uma pessoa que eu olhasse e dissesse "olha é mesmo para este tipo de filmes". No entanto, com este filme, Jolie demonstrou a sua grande versatilidade e sem dúvida nos proporcionou uma performance digna de um Óscar. Verdadeiramente impressionante, pois é uma performance que não estava mesmo à espera. John Malkovich (que interpreta o papel de um reverendo disposto a ajudar Christine), também está em grande. Estava sempre naquela expectativa que virasse mau de um momento para o outro, visto que tou mais habituada a vê-lo em papéis em que interpreta vilões.
Não é um filme para aqueles que gostam de coisas aceleradas, pois este é um tipo de filme que se centra mais no desenvolvimento das personagens, e um contar de história mais lenta (não se surpreendam com a duração do fime, que é de 2h mais coisa menos coisa). Não acho que seja um aspecto negativo, porque pessoalmente até prefiro assim, e além do mais, é uma maneira de contar histórias a que Eastwood já nos habituou bem. Obviamente que os mais exigentes poderão achar que algumas cenas do filme poderiam ter sido facilmente cortadas, para que o filme encurtasse um pouco.
O facto de ser baseado numa história verídica, atrai ainda mais, e marca mais impacto.

Changeling é um filme diferente, daqueles à old school que nos deixam a pensar, imensa
mente emocionante, e que na minha opinião, vai estar quase de certeza na disputa pelos Óscares para o ano que vem. Recomendo mesmo que vejam este filme, porque está muitíssimo bom. Não desilude, só se forem daquelas pessoas que vão para o cinema com as expectativas colossais! Hurray para o Eastwood, que é um master do cinema.


EXAME

Realização: 9/10
Actores: 9.5/10
Argumento/Enredo: 9/10
Banda Sonora: 7/10
Duração/Conteúdo: 7.5/10
Transmissão da principal ideia do filme para o espectador: 8/10

Média Global : 8.3/10

Crítica feita por Sara Queiroz


Informação

Título em português: A Troca
Título original: Changeling
Ano: 2008
Realização: Clin Eastwood
Actores: Angelina Jolie, John Malkovich

Trailer do filme :

2 comentários:

  1. Estou ansiosíssimo para ver este filme!

    Roberto F. A. Simões
    cineroad.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Não gostei muito deste filme, porém tem duas das cenas que mais mexeram comigo entre qualquer filme que já tenha visto na minha vida. Não vou dizer quais são por causa dos spoilers, mas que me arrepiaram, arrepiaram.

    ResponderEliminar