quinta-feira, 21 de outubro de 2010

My Sister's Keeper (2009)

"Most babies are accidents. Not me. I was engineered. Born to save my sister's life. "

"My Sister's Keeper" é um filme de 2009 realizado por Nick Cassavetes (que realizou "The Notebook"), adaptado do romance de Jodi Picoult com o mesmo nome. Não posso dizer que li o livro; Por conseguinte, a minha crítica não irá comparar o livro ao filme (tenho noção das inúmeras críticas que o filme teve por alterar completamente o final. Sinceramente penso que o final do filme foi, talvez, um pouco mas realista que o do livro), vou cinjir-me unicamente ao filme. Não tive oportunidade de ver este filme o ano passado, e agora que o vi penso, "como é que não vi isto mais cedo?". Filmes com elevada carga emotiva costumam ser desgastantes para mim, mas acho que a maior parte das pessoas rende-se com dramas, eu incluída. Claro está que "My Sister's Keeper" não foi excepção!

Sara (Cameron Diaz) e Brian Fitzgerald (Jason Patrick) foram informados que a sua pequena filha Kate (S
ofia Vassilieva) tem leucemia, e que tem poucos anos de vida. O seu médico aconselha-os a conceber outra criança via fertilização in vitro, em que garantidamente será 100% viável para poder salvar a vida da irmã. Anna (Abigail Breslin), então, desde tenra idade que é submetida a inúmeras cirurgias e hospitalizações. Kate precisa agora urgentemente de um transplante renal, só que Anna decide processar os próprios pais para poder ter emancipação médica, de forma a conseguir ter controlo sobre o próprio corpo, deixando de ser apenas um meio para salvar Kate. Estas razões, aparentamente bastante egoístas, poderão relevar-se mais profundas do que aparentam. O filme vai centrar-se assim, no drama de uma rapariga com leucemia e a sua irmã e a maneira como isso afecta toda a família. É sobre uma doença da qual se convive todos os dias, fazendo-nos reflectir, e este filme consegue transmitir muito bem os conflitos e o desmoronar consequente advindo dela. Por isso é, sem dúvida, um tema emocionalmente intenso.

Gostei particularmente da narração múltipla no início do filme, que revelou-se muito eficiente, pois conseguimos ver diferentes perspectivas e emoções em relação à situação e um melhor desenvolvimento das personagens. O cancro é uma desgraça para qualquer família, e através deste estilo de narrativa conseguimos ter uma melhor percepção da maneira como cada personagem convive com isso.
O filme não segue propriamente uma cronologia linear. Somos muitas vezes a
rrastados para flashbacks que ajudam a explicar as situações com que nos vamos deparando (Adorei a sub-história de Kate e Taylor). O filme tem uma mensagem bonita, e concentra-se tambem no dilema ético que é para uma mãe escolher entre a vida de uma filha em relação à qualidade de vida de outra.
A premissa do filme diz-nos logo que podemos esperar um comovente drama, e sem dúvida que assim é, pois Nick Cassavetes apoia-se muito na fórmula da lágrima fácil, que neste filme resultou em demasia. Uma realização um pouco forçada diria. "My Sister's Keeper" é um filme que constantemente puxa pelas emoções dos espectadores tornando-se bastante complicado resistir aos momentos mais dramáticos. Aconselho-vos a não verem este filme se o vosso dia não tenha corrido particularmente bem, é porque aí tornar-se-ão umas autênticas torneiras!

A nível dos actores, devo dizer que ficaram um pouco aquém das expectativas, especialmente Abigail Breslin. Sem dúvida alguma que a rapariga tem talento, mas não achei que tivesse particularmente fantástica neste. Sofia Vassilieva é que nos dá um desempenho incrível, muito forte e com muita convicção mesmo. Cameron Diaz brinda-nos com outra performance de qualidade, diferente do seu usual registo, mas fiquei com a sensação que não se destacou muito. E acho mesmo fascinante a mediocre construção das personagens secundárias, é que não há desenvolvimento algum, o que é uma pena. Não deixo de pensar que falta alguma substância relativamente a este aspecto.

Não desiludirá para quem goste do género, pois este filme é imensamente melodramático. Acaba por ser uma experiência bastante positiva, portanto, considero que "My Sister's Keeper" é um filme para toda a gente, visto que a mensagem é universal.



EXAME

Realização: 7/10
Actores: 7.5/10
Argumento/Enredo: 8/10
Duração/Conteúdo: 8/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador: 8/10

Média Global: 7.7/10

Crítica feita por Sara Queiroz

Informação

Título em português: Para a Minha Irmã
Título Original: My Sister's Keeper
Ano: 2009
Realização: Nick Cassavetes
Actores: Abigail Breslin, Cameron Diaz, Sofia Vassilieva, Jason Patric, Alec Baldwin, Joan Cusack

Trailer do filme:





3 comentários:

  1. Quando é que surgem os passatempos para ganharmos convites duplos para a antestreia de "Couch ripping"?

    ResponderEliminar
  2. Olá Sara gostei de ler a análise, contudo a meu ver o elenco não ficou aquém das expetativas.

    "Para a Minha Irmã" é um filme bastante comovente, com uma história tocante e recomendo vivamente que o vejam.
    "My Sister's Keeper" é bastante realista e os seus efeitos visuais também, tal como a sua brilhante e adorável banda sonora.
    Análise completa em: http://osfilmesdefredericodaniel.blogspot.pt/2015/02/para-minha-irma.html
    Classificação: 5* em 5*
    Os melhores cumprimentos, Frederico Daniel.

    ResponderEliminar