domingo, 12 de fevereiro de 2012

Detenção de Risco (2012)


Detenção de Risco é um filme que gira em torno de Tobin Frost (Denzel Washington), ex-operacional da CIA que se "rebelou" e é considerado um traidor do país, tendo andado em fuga durante os últimos dez anos. Só que foi capturado na África do Sul, sendo levado para uma safe house com o objectivo de obterem informações. O guardião dessa casa é Matt Weston (Ryan Reynolds), um jovem que vive ansioso pelo momento em que possa demonstrar o seu valor. Quando a casa é bombardeada por um misterioso comando, Matt é obrigado a improvisar, conduzindo o prisioneiro para um novo local seguro. E é então que, entre os dois, surge uma cumplicidade. A questão que se coloca é ate que ponto Matt poderá confiar ou acreditar em Frost, que supostamente é um criminoso procurado?

O argumento tenta centrar-se na relação entre Matt e Frost, mas acaba por ter diversas distracções narrativas que culminam em falhas estruturais bastante elevadas. Não é que não se perceba a história. Aliás, o filme tenta ser complexo, mas no fim até é bastante simplista. Só que falha na construção sequencial de uma história, com pés e cabeça. O mais provável é o problema residir no facto do filme assentar na fórmula mágica e explosiva dos filmes de acção, com os maravilhosos twists e perseguições, que acabam por distrair os espectadores das falhas a nível de argumento. Pode ser que o propósito tenha sido mesmo esse, pois
Detenção de Risco cumpre o propósito de entreter. Até é difícil explicitar o que poderá faltar ao filme; O certo é que falta algo para poder destacá-lo dos demais filmes de acção.

Mas dou algum mérito ao realizador, Daniel Espinosa, por ter tentado. É mais que evidente que Espinosa realmente tentou proporcionar um filme de acção ao nível da saga
Bourne. Mas o que é demais cansa, e acaba por ser uma tentativa demasiado forçada. O filme falha em bastantes níveis, tanto no que diz respeito aos diálogos como na própria cinematografia e edição (o uso de shaky-cam é exagerado!). Esperava-se mais.

Denzel Washington é bem capaz de ser o único trunfo do filme. Tobin Frost é uma personagem muito bem interpretada pelo actor, mas também não se esperava outra coisa. Em relação a Ryan Reynolds, não é que esteja mal, mas falta-lhe a credibilidade, e a personagem que interpreta não é assim muito interessante. O problema é, como já evidenciei, o próprio argumento e o péssimo desenvolvimento das personagens, o que não permite a tão grandes actores como Sam Shephard, Vera Farmiga, Brendan Gleeson, e Robert Patrick mostrarem o seu verdadeiro valor.

O problema de filmes assim é que, apesar das enormes falhas a nível substancial, são filmes que continuam a entreter. A minha sugestão para poderem apreciar o filme é deixarem o lado racional em casa e apreciarem a vertente máxima de acção do filme. Claro está que vai revelar-se complicado... Portanto é capaz de não valer muito a pena.


EXAME

Realização: 5/10
Actores: 7.5/10
Argumento/Enredo: 6/10
Duração/Conteúdo: 5/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador: 6/10

Média Global: 5.9/10

Crítica feita por Sarah Queiroz


Informação

Título em português: Detenção de Risco
Título Original: Safe House
Ano: 2012
Realização: Daniel Espinosa
Actores: Denzel Washington, Ryan Reynolds, Sam Shephard, Vera Farmiga, Brendan Gleeson, e Robert Patrick

Trailer:


1 comentário:

  1. É o típico filme para Denzel Washington, onde ação e suspense são mais importantes que a trama, mas mesmo assim divertem bastante.

    Abraço

    ResponderEliminar