segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Paranormal Activity 2 (2010)

"Your sleepness nights are about to return."

Fui ver este filme no dia de Halloween, à sessão da meia noite: o ambiente estava criado. Sou fã do primeiro filme e fiquei ligeiramente desiludida com este segundo. Apesar deste filme ser minimamente razoável, tem inúmeras falhas. Eu não quero fazer muitas comparações com o primeiro, mas devo realçar que como o primeiro constituiu uma novidade, penso que este segundo já se torna um pouco repetitivo; apesar de ter ligeiras inovações, não é melhor que o primeiro filme.

A premissa é simples. A família da irmã de Katie chega de uma viagem e vê que a casa foi invadida. Na casa moram Kristi (irmã de Katie), Daniel, (marido de Kristi), Ali e Hunter (sobrinhos) e a cadela Abby. São instaladas câmaras de vigilância para apurar o que aconteceu. A empregada mexicana Martínez é despedida por pensar que a casa tem espíritos maus. Daniel, não acredita na presença sobrenatural; no entanto, a sua opinião rapidamente irá mudar.
A fórmula é clonada do primeiro filme. Porém, neste segundo filme nada é completamente original, pelo que se sabe o que podemos esperar. Não é novidade (a única coisa que realmente constituiu inovação foram as câmaras de vigilância). Não acho o argumento brilhante, mas cumpre os requisitos mínimos para um filme do género. Só acho é que a acção do filme é desenrolada muito lentamente,sendo muitíssimo longo para o conteúdo que tem. Achei demasiado aborrecido em partes, e consegue ser bastante confuso ao início, tendo partes completamente desnecessárias.E tenho quase a certeza que deve haver um terceiro filme na saga de Paranormal Activity,a produtora quer fazer desta saga a próxima grande franchise de terror.

A realização é competente. Achei genial o facto deste segundo filme se passar antes do primeiro, para depois haver uma intersecção entre os dois. Achei igualmente bom por parte do realizador ter criado o conceito das "câmaras de vigilância por toda a casa", contrariando com o primeiro filme, em que havia só uma câmara. Desse modo, há mais variedade e muito para se explorar. No entanto, o aproveitamento do potencial das cenas foi péssimo. Passo a ilustrar: o uso das câmaras de vigilância foi uma boa ideia, mas não foi tão eficaz como o uso da câmara no quarto do primeiro filme (que até a nível de cor era mais assustador). Dou outro exemplo... e quem viu o filme com certeza que concorda. O que seria realmente assustador era se o realizador tivesse utilizado melhor a piscina. Sim, porque o aspirador da piscina foi o melhor actor. Cenas na piscina, principalmente à noite, teriam imenso potencial para sustos!
Apesar do filme ter alguns, achei que faltavam muito mais, pois houve imensas oportunidades para tal, em que o suspense era criado e ficava-se por ali.Há imensa antecipação para depois não acontecer nada. Digo-vos, vi imensa gente no cinema a tapar os olhos porque pensavam que vinha aquele grande susto, mas depois zero. Mas fica o suspense, pelo menos isso. Contudo, achei que os sustos que fizeram saltar as pipocas estavam bem feitos. Não se preocupem, que alguma tensão será criada e apanharão alguns sustos, nem que seja apenas pelo som.

Em relação aos actores... adorei ver as caras familiares de Katie e Micah, já são uns veteranos. Adorei a personagem do pai-céptico-que-não-acredita-no-paranormal , estava sempre a querer que lhe acontecesse algo para ele acreditar. A filha adolescente irritou-me um pouco e achei que não foi muito credível, principalmente em algumas cenas cruciais. De facto, achei que o filme foi razoável mas chato no desenvolvimento das personagens ; a personagem de Martine,a empregada mexicana, poderia ter sido melhor explorada, e Kristi não me disse rigorosamente nada, o que é uma pena, porque sei que ela é uma personagem fundamental.

Resumindo, é um filme que poderia ser muitíssimo melhor. No entanto, se gostaram do primeiro filme, não hesitem em ver este! Estabelecerá elo de ligação e poderá responder a muitas perguntas que colocaram no fim do primeiro (e criará outras). Constitui uma boa experiência para se ver no cinema . Se não foram fãs do primeiro, acho muito difícil serem deste pois é da mesma natureza ; assim, provavelmente não irão gostar.

EXAME

Realização
: 6/10
Actores: 6/10
Argumento/Enredo:
6/10
Duração/Conteúdo: 2/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador:
7/10

Média Global: 5.5/10

Crítica feita por Joana Queiroz


Informação

Título em português: Actividade Paranormal 2
Título Original: Paranormal Activity 2
Ano: 2010
Realização: Todd Williams
Actores: Katie Featherston, Micah Sloat, Brian Boland, Sprague Grayden, Molly Ephraim, Tim Clemens


Trailer do filme:

2 comentários:

  1. Boa critica.
    Mais um Bom trabalho sem dúvida.
    Vi o filme nas mesmas circunstancias e achei realmente que foi um filme, para o genero em questão, bastante bom.
    No entanto, no meu caso, que não sou certamente o maior fã, venho completar algumas criticas a este.=P
    É, sem duvida alguma, um filme meio confuso e "chato" ao inicio, talvez propositadamente para que se crie alguma tensão,-"até quando, isto se prolonga assim, e se parte à verdadeira acção aterrorizadora?"- perguntei-me, mas em seguida começõu-se a obter um clima muito próprio, se é que me faço entender.
    Consigo claro concordar que no que toca a originalidade perdeu-se um bocadinho quanto ao primeiro.
    Obviamente que este tipo de filme, bastante especifico, não têm directamente muito espaço de manobra, pelo menos sem que se lhes diga "epá...isto já não tem nada que ver com a cena principal", nesse aspecto estiveram muito bem na realização, concretizaram o que se esperava, queria-se um "Actividade Paranormal", demonios que não se vêem nem com cameras 24h ligadas, sinais paranormais assustadores, pessoas a entrar em desespero, e claro a preseguição por uma personagem, tudo englobado em alguma novidade e criatividade. E com isto, obteve-se o que se queria, isto na minha opinião claro.
    Quanto ao que foi dito em relação ao explorar a piscina...bem, eu não concordo muito. Acho sinceramente que fugiria ao assunto principal, até porque o demonio está presente na casa, e mesmo que afecte, e se demonstre no aspirador(o que de certa forma aparece como um complemento, um aditivo, neste filme), partir para fora de casa seria, no minimo, fugir do assunto, o que na minha opiniao seria talvez arriscado, o que não quer dizer que se possa esperar caso se concretize realmente um terceiro.Mas a minha opinião é fixa, não sei se concordo muito, até lá surpreendam-me.
    Achei que este filme até teve algum espaço para um pouco de comedia, o que fez dele, para mim, um pouco melhor em relação ao primeiro, pois qualquer pessoa gosta de soltar no minimo um sorriso no meio de toda a tensão gerada pelo assunto principal.
    Quanto à intersecção com o primeiro , achei genial, conseguiram dar um rumo muito mais consistente à história, o que proporciona e desperta, até ao espectador que menos apeelativo considere o tipo de filme, e não me refiro a mim, um certo interesse no desenrrolar desta.

    Mais uma vez óptimo trabalho!
    Continuem =)

    ResponderEliminar
  2. Não gostei mesmo nada do filme... Substancialmente não vale nada, não tem conteúdo de jeito, prefiro mil vezes o primeiro. Por inúmeras razões, sendo uma delas o facto de o desenrolar da acção não ser tão lenta e dolorosa como no segundo. Quase que ia adormecendo literalmente. Sem dúvida que não tem o impacto do seu antecessor.
    Muito fraquinho e desilude... Sem bem que ver no cinema deve ser uma experiência diferente.

    ResponderEliminar