Crítica - Before I Wake (2016)

Análise ao novo filme de terror realizado por Mike Flanagan, "Before I Wake". Por Sarah Queiroz.

TOP 10 Melhores: Filmes de Terror de 2015

Confiram o nosso TOP 10 Melhores Filmes de Terror de 2015! Concordam? Por Sarah Queiroz

Especial Colaborações do Cinema: Neill Blomkamp e Sharlto Copley

Vejam o nosso especial colaborações do cinema, em que percorremos a filmografia do realizador Neil Blomkamp que conta com a colaboração de Sharlto Copley. Por Sarah Queiroz

TOP 5 Melhores Filmes: Scarlett Johansson

Confiram a nossa lista dos 5 melhores filmes protagonizados pela bela Scarlett Johansson. Por Sarah Queiroz

TOP 10 Melhores Filmes - "Body Horror"

Confiram o nosso TOP 10 Melhores Filmes "Body Horror". Por Sarah Queiroz

domingo, 29 de janeiro de 2012

TOP 5 Melhores - Michelle Williams

null


Michelle Williams é uma das actrizes do momento. Pessoalmente adoro-a. É daquelas actrizes em que um TOP 5 é extremamente complicado de elaborar, pois a actriz em cada filme que participa proporciona uma performance inesquecível e memorável. 
Apesar de também ter gostados dos seus primeiros filmes na década de 90, é na década de 2000 que penso que Williams esteve no seu melhor. Michelle Williams demonstra que é uma actriz bastante talentosa e versátil, capaz de interpretar personagens muito densas e complexas.

Aqui ficam os 5 filmes que considero serem os melhores protagonizados pela actriz.



5. Wendy and Lucy (2008)

null

Aqui Williams interpreta Wendy, uma mulher que parte para o Alaska com o seu cão, Lucy. É uma personagem complexa que Michelle Williams interpretou na perfeição. A história é bastante comovente e dramática, e só uma actriz com a subtileza de Williams puderia conseguir fazê-lo.



4. Brokeback Mountain (2005)

null

É dos filmes da actriz mais aclamado, tendo sido nomeado para diversos Óscares, incluindo Melhor Actriz Secundária para Williams (a sua primeira nomeação). Eu simplesmente venero a actriz neste filme, acho que conferiu tanta credibilidade à sua personagem, a maneria como ela lida com o segredo que o marido tinha e os seus conflitos interiores... Está fantástica.


3. Shutter Island (2010)


null

Ler crítica aqui


É indiscutivelmente dos meus filmes preferidos. Martin Scorsese realizou dos melhores thrillers psicológicos de todos os tempos. Michelle Williams aqui interpreta a falecida mulher de Leonardo DiCaprio, que ele vê em sonhos. Fantástica é dizer pouco.



2. Blue Valentine (2010)

null

Blue Valentine é um filme formidável: profundo, real e emocionante, maioritariamente valorizado pelo seu grande elenco, Ryan Gosling e Michelle Williams. Mais uma vez aqui Williams demonstra o seu inegável talento, ao desempenhar o papel de Cindy, através duma sensível e realista performance que lhe valeu a nomeação ao Óscar de Melhor Actriz o ano passado. A ver se é este ano que Williams leva o prémio.


1. My Week With Marylin (2011)

null

A interpretação de Michelle Williams da actriz icónica Marylin Monroe deu mesmo muito que falar, no bom sentido. Foi alvo de inúmeras críticas positivas, arrancado mesmo suspiros dos críticos. E eu não poderia concordar mais. Neste filme, que a levou a ser nomeada a Melhor Actriz aos Óscares deste ano, oferece-nos uma performance verdadeiramente notável, e por esse motivo é o meu número 1.



E vocês, que acham? Partilhem connosco a vossa opinião!

Por Sarah Queiroz

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Óscares 2012: Nomeados

E os nomeados para os Óscares são:

Photobucket


Melhor Filme

The Artist
The Descendants
Extremely Loud & Incredibly Close
The Help
Hugo
Midnight in Paris
Moneyball
The Tree of Life
War Horse


Melhor Realizador

Michael Hazanavicius por "The Artist"
Alexander Payne por "The Descendents"
Martin Scorsese por "Hugo"
Terrence Malick por The "Tree of Life"
Woody Allen por "Midnight in Paris"


Melhor Actor Principal

Demian Bichir em "A Better Life"
George Clooney em "The Descendants"
Jean Dujardin em "The Artist"
Gary Oldman em "Tinker Tailor Soldier Spy"
Brad Pitt em "Moneyball"


Melhor Actriz Principal

Glenn Close em "Albert Nobbs"
Viola Davis em"The Help"
Rooney Mara em "The Girl With the Dragon Tattoo"
Meryl Streep em "The Iron Lady"
Michelle Williams em "My Week With Marilyn"


Melhor Actor Secundário

Kenneth Branagh em "My Week With Marilyn"
Jonah Hill em "Moneyball"
Nick Nolte em "Warrior"
Christopher Plummer em "Beginners"
Max Von Sydow em "Extremely Loud & Incredibly Close"


Melhor Actriz Secundária

Bérénice Bejo em "The Artist"
Jessica Chastain em "The Help"
Melissa McCarthy em "Bridesmaids"
Janet McTeer em "Albert Nobbs"
Octavia Spencer em "The Help"


Melhor Argumento Original

The Artist (Michel Hazanavicius)
Bridesmaids (Annie Mumolo & Kristen Wiig)
Margin Call (J.C. Chandor)
Midnight in Paris (Woody Allen)
A Separation (Asghar Farhadi)


Melhor Argumento Adaptado

The Descendants (Alexander Payne, Nat Faxon & Jim Rash)
Hugo (John Logan)
The Ides of March (George Clooney, Grant Heslov & Beau Willimon)
Moneyball (Steven Zaillian & Aaron Sorkin)
Tinker Tailor Soldier Spy (Bridget O'Connor & Peter Straughan)


Melhor Longa-Metragem de Animação

A Cat in Paris
Chico & Rita
Kung Fu Panda
Puss in Boots
Rango


Melhor Filme Estrangeiro

Bullhead (Bélgica)
Footnote (Israel)
In Darkness (Polónia)
Monsieur Lazhar (Canadá)
A Separation (Irão)


Melhor Canção Original

Man or Muppet de "The Muppets"
Real in Rio de "Rio"


Melhor Banda Sonora Original

The Adventures of Tintin (John Williams)
The Artist (Ludovic Bource)
Hugo (Howard Shore)
Tinker Tailor Soldier Spy (Alberto Iglesias)
War Horse (John Williams)


Melhor Direcção Artística

The Artist
Harry Potter and The Deathly Hallows
Hugo
Midnight in Paris
War Horse


Melhor Fotografia

The Artist
The Girl With The Dragon Tattoo
Hugo
The Tree of Life
War Horse


Melhor Guarda-Roupa

Anonymous
The Artist
Hugo
Jane Eyre
W.E.


Melhor Montagem

The Artist
The Descendants
The Girl With The Dragoon Tattoo
Hugo
Moneyball


Melhor Caracterização

Albert Nobbs
Harry Potter and The Deadly Hallows Part 2
The Iron Lady


Melhor Mistura Sonora

The Girl With The Dragoon Tattoo
Hugo
Moneyball
Transformers: Dark of The Moon
War House


Melhor Edição de Som

Drive
The Girl With The Dragon Tatoo
Hugo
Transformers: Dark of The Moon
War House


Melhores Efeitos Visuais

Harry Potter and The Deathly Hallows Part 2
Hugo
Real Steel
Rise of the Planet of the Apes
Transformers: Dark of the Moon


Melhor Documentário

Hell and Back Again
If a Tree Falls: A Story of the Earth Liberation Front
Paradise Lost 3: Purgatory
Pina
Undefeated


Melhor Documentário de Curta-Metragem

The Barber of Birmingham: Foot Soldier of The Civil Rights Movement
God is The Bigger Elvis
Incident in New Baghdad
Saving Face
The Tsunami and The Cherry Blossom


Melhor Curta-Metragem de Animação

Dimanche/Sunday
The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore
La Luna
A Morning Stroll
Wild Life


Melhor Curta-Metragem de Imagem Real

Pentecost
Raju
The Shore
Time Freak
Tuba Atlantic

A 84ª cerimónia de entrega dos Óscares aos vencedores realizar-se-á no dia 26 de Fevereiro no Kodak Theatre, em Los Angeles na Califórnia.

Hot Fuzz (2007)

Edgar Wright é um realizador a ter em conta. Ainda não detém uma extensa filmografia, mas todos os filmes que realiza são soberbos, e é assim que o realizador vai construindo uma grande carreira. Depois do sucesso de "Shaun of the Dead", Edgar Wright brindou-nos novamente com o seu brilhantismo, inconfundivelmente british, em Hot Fuzz. Comparar as duas obras é um erro; Shaun of the Dead inclina-se claramente para o género zombie, enquanto que Hot Fuzz alarga ligeiramente os horizontes. Não que ultrapasse o seu antecessor, são ambos igualmente bons. Só que, em Hot Fuzz, Edgar Wright foi mais ambicioso, e conseguiu criar uma comédia que estilhaça qualquer produção norte-americana. E de longe!

É daqueles filmes que vale mesmo a pena, pois não só é carregado de humor tipicamente britânico, como também conta com a dupla Simon Pegg/Nick Frost, perfeita até dizer chega, que funciona a todos os níveis. Para mim este filme foi uma verdadeira surpresa. Não pensei que Edgar Wright pudesse repetir a dose; Hot Fuzz revela ser, como o seu antecessor, uma paródia inteligentíssima que mistura humor negro com acção.

Nicholas Angel (Simon Pegg) é, de longe, o melhor agente policial de Londres. Contudo, e devido à inveja dos seus colegas, é transferido para uma pequena cidade do interior, onde aparentemente o trabalho mais duro é ajudar as velhinhas a atravessarem a rua e ir atrás de um cisne. Porém, coisas estranhas e macabras começam a acontecer com a população local, e Nicholas terá que utilizar novamente toda a sua habilidade policial, com a ajuda do seu novo parceiro Danny (Nick Frost). Hot Fuzz é ligeiramente grande em duração, talvez até excessivo, mas todos os minutos são de puro entretenimento. Temos um bom e gradual desenvolvimento de personagens que depois culmina em grandes cenas de acção, com comédia à mistura. É a junção perfeita de géneros, em que o lado divertido jamais tem um momento morto.

Simon Pegg é um actor excepcional, não há filme em que ele participe que não seja bom. Podemos contar com uma performance magnífica do actor, aqui numa vertente mais séria, mas mesmo assim bastante cómica. A parceria com Nick Frost é mais uma vez de arrebentar a escala! O restante elenco não fica nada atrás, aliás, tal como em Shaun of the Dead, este filme tem um elenco de luxo, maioritariamente composto por grandes nomes da Britcom: Jim Broadbent, Timothy Dalton e Bill Nighy são dos grandes nomes que integram o elenco secundário, e claramente fazem um papelão genial!

Temo que tenha que vir a ser repetitiva, mas pretendo evitar isso. Só me resta sublinhar o que tenho dito: Hot Fuzz é um filme muito divertido carregado de humor, que agradará os fãs do género (especialmente os seguidores da dupla Pegg/Frost). A não perder!

EXAME


Realização: 9/10
Actores: 10/10
Argumento/Enredo: 8/10
Duração/Conteúdo: 7/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador: 8/10

Média Global: 8.4/10

Crítica feita por Sarah Queiroz


Informação


Título em português:
Título Original: Hot Fuzz
Ano: 2007
Realização: Edgar Wright
Actores: Simon Pegg, Nick Frost,
Jim Broadbent, Timothy Dalton e Bill Nighy

Trailer:




VER TAMBÉM:

Shaun of the Dead (2004)


segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Our Idiot Brother (2011)

À primeira vista, parece mais uma comédia insípida, recheada de clichés e sem qualquer conteúdo. Aliás, até o título, “O Idiota do Nosso Irmão”, fez-me pensar que seria mais um na infindável lista de comédias que não me despertam interesse algum. Bom, é caso para dizer que saí do cinema com um sorriso na cara e mais relaxada: este filme é interessante, positivo e, recorrendo a um vocábulo inglês, diria que é mesmo sweet.
Acompanhamos a história de Ned Rochlin (Paul Rudd), um homem inocente e bem-intencionado, apesar de ser um pouco aluado. Ned só quer o bem do mundo que o rodeia, particularmente das suas três irmãs (Elizabeth Banks, Zooey Deschanel e Emily Mortimer) . Contudo, as suas atitudes bem intencionadas têm a irritante tendência de dar para o torto, transtornando as vidas de quem mais ele gosta, e obrigando a mudanças na vida de todos.

Relativamente à história, é bastante satisfatória, havendo uma grande dinâmica entre as vertentes cómica e dramática. Poderia ter-se tornado num cliché rapidamente, mas o realizador Jesse Peretz conseguiu encaminhar o filme no bom caminho, estruturando bem a história; não fez um trabalho brilhante, mas fez o necessário para distinguir este filme dos demais. Ao início parece ser um pouco aborrecido, mas considero que todo o enredo torna-se progressivamente mais interessante há medida que conhecemos as personagens e as relações entre elas. Aliás, todas as relações entre os diversos membros da família conferem uma grande dimensão ao filme, sendo mesmo um grande pilar. Todas as situações que envolvem Ned são hilariantes, e o seu carinho pelo cão Willie Nelson é mesmo inspirador. Destaco a vertente humorística do filme, que opta por seguir um caminho mais leve.

Todas as histórias que envolvem as irmãs Rochlin também são interessantes, e as actrizes conseguem conferir uma credível vertente dramática ao filme. Elizabeth Banks, Zooey Deschanel e Emily Mortimer são fantásticas neste filme. Sem querer menosprezar o trabalho das actrizes, devo destacar Paul Rudd. A maior surpresa foi mesmo o actor: acho que fez um bom trabalho, mais do que em outros filmes. Sinceramente, nunca fui fã do seu trabalho, mas neste filme conseguiu-me convencer. A sua atitude meio “zen-marley-jesus christ” fica-lhe bem.

Não é preciso um filme de comédia fazer-nos rir do início ao fim. Este filme é comédia porque contém um conjunto de peripécias e situações que são hilariantes e encantadoras; é pela sua leveza humorística, elenco e a falta de clichés que este filme se destaca. Our Idiot Brother entretém e relaxar-vos-á. Citando uma senhora idosa que estava atrás de mim no cinema, "é um filme simplezito, mas muito interessante".

EXAME

Realização: 6/10
Actores: 8/10
Argumento/Enredo: 7/10
Duração/Conteúdo: 7/10
Transmissão da ideia principal do filme para o espectador: 8/10

Média Global: 7.2/10

Crítica feita por Joana Queiroz


Informação

Título em português: O Idiota do Nosso Irmão
Título Original: Our Idiot Brother
Ano: 2011
Realização: Jesse Peretz
Actores: Paul Rudd, Elizabeth Banks, Zooey Deschanel

Trailer:

domingo, 22 de janeiro de 2012

TOP 5 Melhores Filmes - Keira Knigthley

Photobucket
Ultimamente tenho andado a ver filmes da Keira e lembrei-me: que tal fazer um top dos que considero os cinco melhores? Keira Knigthley, com o seu sotaque característico e as sobrancelhas da Audrey Hepburn, não é só uma cara bonita, e já o provou vezes sem conta: é uma actriz séria com performances cada vez melhores e mais maduras.
Ainda é jovem e tem uma carreira enorme pela frente, mas esta actriz britânica já nos brindou com magníficas interpretações, e neste ano de 2012 espera-se o mesmo (com o filme Anna Karenina)


5. Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl  (2003)

Photobucket

Keira Knightley tinha apenas 18 anos quando teve a oportunidade de se juntar a grandes como Johnny Depp e Geoffrey Rush, em O Pirata das Caraíbas. Este papel não define a actriz, mas foi com esta credível e memorável interpretação que começou a ser notada pelo público, mesmo depois de Love Actually.


4. A Dangerous Method (2011)

Photobucket

Tive a oportunidade de ver este filme muito recentemente, e achei-o bastante interessante. Keira Knightley interpreta a sua personagem de uma maneira interessante, mostrando versatilidade. Inicialmente, o papel de Sabina Spielrein era para Julia Roberts e o de Sigmund Freud para Christoph Waltz. Contudo, creio que o elenco final resultou bastante bem neste interessante filme.


3. The Duchess (2008)

Photobucket

Keira Knightley no papel da Duquesa de Devonshire, Georgiana Cavendish, fazendo lembrar a personagem Elizabeth Swan, mas numa versão mais emocional e madura. O filme em si pode ter as suas falhas, mas vale pelos dois pilares principais: Knightley e Ralph Fiennes.


2. Atonement (2007)

Photobucket


Filmes de guerra com uma dose de romance consegue resultar sempre (excepto Pearl Harbor), e neste caso não foi excepção. Este filme de Joe Wright conta com magníficas interpretações de Keira Knightley e James McAvoy. Estão ambos soberbos, é das melhores performances da actriz.


1. Pride and Prejudice (2005)

Photobucket

Knightley foi nomeada para o Óscar pela sua interpretação em Orgulho e Preconceito, e bem merecida nomeação. Contudo, o prémio foi para Reese Witherspoon, em Walk the Line. Gostei imenso do filme, apesar de não ser o meu género de eleição; com certeza que os fãs da escritora Jane Austen não ficaram desiludidos. O realizador Joe Wright sabe realmente o que faz, realizando posteriormente Atonement, The Soloist e Hanna.


Com certeza que Keira Knightley nos brindará com melhores interpretações, que me fará ter que mudar este TOP 5. E vocês, o que acham? Partilhem a vossa opinião connosco.


por Joana Queiroz

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Estreias da Semana!


Estreia hoje, Millenium 1: Os Homens que Odeiam as Mulheres, um thriller de David Fincher que conta com Daniel Craig e Rooney Mara nos principais papeís.

Sinopse (PUBLICO): Mikael Blomqvist (Daniel Craig), jornalista e fundador da revista "Millenium", dedica a sua vida a revelar o crime e a corrupção que minam a sociedade sueca. Como resultado, tem vários inimigos e é tido como culpado num caso de difamação. Um dia é procurado por Henrik Vanger (Christopher Plummer), empresário de renome obcecado em compreender as razões que levaram ao desaparecimento, há mais de 40 anos, da sua sobrinha. Vanger acredita que alguém da família poderá estar relacionado com o desaparecimento de Harriet, cujo corpo nunca foi encontrado. O empresário faz então uma proposta irrecusável ao jornalista: dá-lhe acesso total à sua vida, documentação pessoal e dados familiares em troca da solução para o caso. Com a ajuda de Lisbeth Salander (Rooney Mara), uma "hacker" profissional com um passado misterioso, Mikael vai encontrar a história da sua vida.

Trailer



Outras Estreias
Os Descendentes (The Descendants )

Realizado por Alexander Payne
Com George Clooney, Shailene Woodley, Amara Miller



Warrior – Combate Entre Irmãos (Warrior)

Realizado por Gavin O’Connor
Com Tom Hardy, Nick Nolte, Joel Edgerton


O Idiota do Nosso Irmão (Our Idiot Brother)

Realizado por Jesse Peretz
Com Paul Rudd, Elizabeth Banks, Zooey Deschanel